NOSSAS ENTREVISTAS

Mitos e Verdades sobre Condromalácia Patelar

 (071) 35... Ver mais >

Viva Mais Viva Melhor – Os joelhos costumam ser vítimas de uma série de problemas, entre eles a condromalácia patelar, que é o desgaste da cartilagem da região quando existe um amolecimento da rótula. Qualquer pessoa está sujeita a desenvolver a doença devido a uma atividade física malfeita, um excesso ou mesmo a falta da atividade física. Isso tudo pode gerar um desequilíbrio muscular que vai aumentar a pressão da rótula contra o fêmur e fazer com que a condromalácia surja, levando o paciente a sentir fortes dores no joelho. Apesar do tratamento ser simples, este assunto preocupa principalmente os corredores que acham que terão que abandonar as pistas. E para falar um pouco melhor sobre o assunto, na nossa série Mitos e Verdades hoje nós vamos conversar com o ortopedista doutor Gustavo Azi, especialista em cirurgia do joelho. 

Doutor, é correto afirmar que qualquer pessoa pode desenvolver a condromalácia patelar, isso é mito ou é uma verdade?
Dr. Gustavo Azi – Isso é uma verdade, qualquer pessoa está predisposta a desenvolver a condromalácia patelar sim.

Viva Mais Viva Melhor – A condromalácia é mais comum em mulheres por fatores fisiológicos e culturais, isso é verdade ou é mito? 
Dr. Gustavo Azi – Isso é verdade. A incidência da condromalácia é maior no sexo feminino e geralmente em pacientes mais jovens.

Viva Mais Viva Melhor – A condromalácia pode ser causada depois de luxações e deslocamento da patela, isso é mito ou é verdade?
Dr. Gustavo Azi – Isso é outra verdade. Quando você tem uma luxação femoropatelar e o tratamento desta luxação não foi muito eficiente e o paciente continua com algum grau de instabilidade na articulação femoropatelar, esse desalinhamento do mecanismo extensor pode levar também a lesão da cartilagem da patela.

Viva Mais Viva Melhor – A condromalácia patelar pode se originar de vários exercícios inadequados, por exemplo alongamento errado ou mesmo a falta de um exercício físico. Mito ou verdade?
Dr. Gustavo Azi – Verdade também. A gente costuma dizer que tem duas causas de condromalácia patelar, a causa principal que a gente sabe é o desequilíbrio muscular. Esse desequilíbrio pode ser causado pelo excesso, por atividade física malfeita ou pelo sedentarismo. Então algumas atividades físicas malfeitas podem gerar a condromalácia patelar, sim.

Viva Mais Viva Melhor – É verdade ou é mito que o paciente que desenvolve a condromalácia patelar não pode mais praticar atividade física?
Dr. Gustavo Azi – Isso é um mito. Na verdade, a gente sabe que assim como a causa, o tratamento da condromalácia patelar passa pelo reequilíbrio da musculatura e para reequilibrar a musculatura você precisa de atividade física. Então é justamente o oposto. Às vezes, numa fase inicial do tratamento, você pode suspender a atividade, mas no geral a atividade física deve fazer parte do tratamento da condromalácia patelar.

Viva Mais Viva Melhor – O exercício só deve ser usado por parte do tratamento quando houver a liberação do médico, isso é verdade ou é mito?
Dr. Gustavo Azi – Verdade. Porque se o exercício for liberado de maneira muito precoce pode ainda estar com processo inflamatório no joelho e a dor pode piorar. O mais correto é aguardar que o médico libere a atividade física.

Viva Mais Viva Melhor – A principal função do exercício é a estabilização da patela que se dá principalmente pelo fortalecimento do quadríceps, em especial pelo músculo vasto medial oblíquo, isso é verdade ou é mito?
Dr. Gustavo Azi – Isso é verdade e mais atualmente a gente tem algumas evidências que mostram que também a musculatura do quadril tem um papel fundamental na proteção da articulação femoropatelar.

Viva Mais Viva Melhor – Caso não tratada, a pessoa que desenvolve a condromalácia patelar pode ficar sem andar, doutor? Isso é mito ou é verdade?
Dr. Gustavo Azi – Não, isso é um mito. É muito difícil chegar a esse ponto. A paciente geralmente quando é maltratada da condromalácia patelar ela vai evoluir com algum grau de artrose e a artrose pode limitar bastante os movimentos, mas chegar ao ponto de a pessoa não andar por conta da condromalácia patelar não, isso é mito.

Viva Mais Viva Melhor – E é mito ou verdade que a condromalácia por si só não promove dores?
Dr. Gustavo Azi – A causa da dor da lesão condral da rótula, que é a condromalácia patelar, é bastante discutida ainda. A gente hoje em dia encara o joelho como envelope de função. Então o que a gente sabe é que o paciente que tem uma dor anterior no joelho, que é a dor mais comum na condromalácia patelar, uma das causas é a lesão da cartilagem da rótula, mas muitas vezes pode não ser exatamente a causa da dor, você pode ter lesão em algumas outras estruturas do joelho que também podem causar a dor anterior do joelho.

Viva Mais Viva Melhor – É verdade ou é mito de que a dor de quem tem condromalácia surge principalmente ao subir ou descer escadas, ao levantar-se de uma cadeira, ao correr?
Dr. Gustavo Azi – Isso daí é verdade e auxilia muito no diagnóstico. Então quando você colhe uma anamnese que a história do paciente está de maneira bem detalhada, você tendo esta informação de que a dor é mais frequente ao subir ou descer escada, subir ou descer ladeira, ao mudar da posição de sentada para em pé, isso já nos faz pensar bastante no diagnóstico de condropatia patelar.

Viva Mais Viva Melhor – Mito ou verdade de que a condromalácia não tem cura?
Dr. Gustavo Azi – Mito! A condromalácia patelar tem cura sim, deve ser bem orientado este tratamento, é um tratamento elaborado pelo médico e é um tratamento multidisciplinar que envolve fisioterapeuta, educador físico também e bastante compreensão e participação do paciente no tratamento.

Viva Mais Viva Melhor – É verdade ou é mito, doutor, de que quem tem condromalácia patelar deve evitar ficar muito tempo sentado?
Dr. Gustavo Azi – É verdade. Na fase aguda se você puder pelo menos a cada 40 a 50 minutos levantar mesmo que seja por 1 ou 2 minutos é importante, porque a posição sentada, principalmente com os joelhos a mais de 90 graus, ou seja os joelhos muito dobrados, aumenta a pressão entre a rótula e o fêmur e piora o quadro de dor.

Viva Mais Viva Melhor – É verdade que o uso frequente do salto alto pode causar condromalácia patelar, ou é um mito?
Dr. Gustavo Azi – Pode sim, colabora. Porque o uso do salto leva a uma hiperpressão patelar e ele leva a um encurtamento da musculatura posterior no membro inferior. Então se a paciente deseja utilizar o sapato alto que utilize de uma maneira ponderada, não é proibido utilizar, e que prepare bastante sua musculatura para evitar estas alterações musculares que podem causar a condropatia patelar.

Viva Mais Viva Melhor – Para finalizar, doutor, é correto afirmar que o tratamento da condromalácia vai depender muito do paciente, mais do paciente do que do médico?
Dr. Gustavo Azi – Isso é uma verdade. É uma coisa que eu sem pontuo com meus pacientes de que o tratamento vai ser orientado por mim, mas que vai depender muito mais dele do que de mim, porque vai implicar em alteração de hábito de vida. Então isso precisa muito da participação do próprio paciente.

Viva Mais Viva Melhor – Conversamos com o ortopedista doutor Gustavo Azi, especialista em cirurgia do joelho. Doutor, muito obrigado e até a próxima.